7 mitos comuns de perda de peso

7 mitos comuns de perda de peso

O excesso de peso surge por vários motivos: uma alimentação desequilibrada, um estilo de vida sedentário, muito stress, maus hábitos, sono insuficiente, características da idade, doenças ou hereditariedade. Você pode se livrar dos quilos extras – você só precisa descobrir a verdadeira causa do excesso de peso e escolher uma dieta individual.

Vou lhe contar quais os mitos mais comuns sobre a perda de peso que o impedem de ficar em forma e podem causar sérios danos à sua saúde.

Mito 1. Para perder peso, você precisa desistir de gorduras e carboidratos

Uma das razões comuns para o excesso de peso é a nutrição desequilibrada e a presença na dieta de carboidratos “errados” e gorduras “ruins” em grandes quantidades. Em termos simples, os quilos são ganhos com o abuso de pãezinhos e batatas fritas.

Se você consumir carboidratos simples ou “errados” encontrados em bebidas açucaradas, sucos de frutas, pão de farinha branca, sorvetes e doces, seus níveis de glicose no sangue podem subir. O aumento é inevitavelmente seguido pela mesma queda acentuada, o que leva à fome e ao cansaço. Portanto, se o peso começou a aumentar, é preciso eliminar os carboidratos simples da dieta e limitar o uso dos complexos.

Os carboidratos complexos são encontrados em vegetais, frutas, legumes, nozes, sementes, arroz integral, chocolate amargo, batata doce e farinha não processada. Você não pode desistir completamente dos carboidratos complexos ou “certos”. São necessários ao organismo, pois melhoram a digestão, contêm fibras, vitaminas e minerais.

Além disso, você não pode desistir completamente de gordura. O uso de gorduras insaturadas saudáveis ​​previne o desenvolvimento de diabetes mellitus, reduz o risco de doenças cardiovasculares, aumenta a imunidade e acelera a recuperação da atividade física. As gorduras saudáveis ​​são encontradas em amêndoas, abacates e azeite. Os óleos vegetais que foram processados ​​repetidamente devem ser evitados. Esses óleos são encontrados em biscoitos, bolos, batatas fritas, margarina e muitos outros alimentos.

Você deve limitar o uso de gorduras animais, excluindo carnes gordurosas, carnes defumadas, bem como coalhada glaceada, queijo processado e molhos gordurosos.

Se o peso começar a aumentar, você precisa eliminar os carboidratos simples da dieta e limitar o uso de complexos

Para perder peso, você deve seguir uma dieta na qual o conteúdo calórico total da dieta seja reduzido, e o equilíbrio correto de proteínas, gorduras e carboidratos seja preservado.

Os alimentos ricos em carboidratos simples devem ser substituídos por alimentos com carboidratos complexos. Por exemplo, coma pães integrais em vez de pão de farinha branca. Substitua os alimentos por “gorduras não saudáveis” por alimentos com gorduras saudáveis, que são ricas em ômega-3 e ômega-6. Use azeite em vez de manteiga e ovos, abacate e peixe em vez de maionese, batatas fritas e carne de porco frita.

É necessário excluir os alimentos que estimulam o apetite – especiarias, caldos fortes, picles, marinadas. Também recomendo limitar a ingestão de sal a 5 gramas por dia.

Você pode ajustar sua dieta com a ajuda de nutrição médica especializada. Esses alimentos fornecem ao corpo uma quantidade equilibrada de proteínas, gorduras e carboidratos, vitaminas e minerais. Esta refeição é composta de proteínas de qualidade e carboidratos lentos. Eles proporcionam uma sensação de saciedade e ajudam a evitar lanches descontrolados. Esses alimentos contêm muita fibra dietética, o que tem um bom efeito sobre o funcionamento do intestino.

Mito 2. A maneira mais fácil de perder peso é não comer

É impossível não comer, porque causa estresse no corpo e atrapalha gravemente o funcionamento dos órgãos internos. O jejum dá um resultado curto, ainda é seguido por um colapso e tudo começa de novo. Se ainda estiver com vontade de jejuar, é melhor consultar um nutricionista. Um nutricionista irá ajudá-lo a escolher uma dieta balanceada e a dieta correta de beber.

A alimentação diária deve ser racional: é necessário consumir a quantidade de proteínas, gorduras e carboidratos que o corpo necessita e distribuir corretamente sua ingestão ao longo do dia.

Você não pode morrer de fome por muito tempo, porque causa estresse no corpo.

O café da manhã  é a refeição mais importante do dia. Ele inicia processos metabólicos no corpo, fornece-lhe energia e define o clima certo para o dia todo. O café da manhã deve ser completo na composição: você precisa incluir todas as principais proteínas, gorduras e carboidratos na dieta. Eu recomendo mingaus com frutas secas e nozes, uma fatia de pão sem fermento com manteiga, salada de frutas ou suco espremido na hora. O café da manhã deve ser 30% da ingestão calórica diária.

Saiba muito mais em: Finawell

O almoço deve ser proteína, fibra e um mínimo de gordura. Uma sopa de vegetais ou de peixe, carne ou peixe com um prato de vegetais temperado com óleo vegetal serve. O jantar deve definitivamente incluir proteínas e carboidratos complexos e conter um mínimo de gordura vegetal. Você pode comer carne, peixe ou legumes, alface temperada com óleo vegetal.

Você precisa comer fracionadamente – cinco a seis vezes ao dia, e jantar – três a quatro horas antes de deitar

Você precisa comer três horas antes de dormir. Poucas pessoas agora conseguem ir para a cama às nove da noite, então o corpo precisa de energia para ficar acordado. Se a energia não for fornecida, o corpo irá retirá-la da massa muscular, que é difícil de recuperar, mas é facilmente substituída por gordura. Se ficar com muita fome depois do jantar, pode sentar-se com 50-100 g de requeijão com 2% de gordura ou iogurte natural sem enchimentos.

Não é recomendado comer frutas à noite – elas são ricas em carboidratos. Cuidado com vegetais crus. Podem surgir problemas com o trato gastrointestinal.

Às vezes você precisa organizar dias de jejum. Nesses dias, o sistema digestivo descansa um pouco, o sangue é limpo de toxinas.

Outro conselho geral sobre nutrição: você precisa comer devagar, mastigando bem os alimentos e não se distrair assistindo TV. É melhor usar pratos pequenos com uma porção de no máximo 250 gramas.

Mito 3. Para perder peso mais rápido, você precisa beber pelo menos dois litros de água por dia

A água é a base da saúde e do funcionamento normal do corpo. Com a desidratação, o metabolismo fica mais lento, o sangue fica mais viscoso e não transporta mais oxigênio suficiente para os órgãos. Podem aparecer fadiga, letargia e até tonturas, mas a fórmula dos “dois litros por dia” não é universal. A necessidade humana diária de fluido é de 40 g por quilograma de peso, portanto, a quantidade de água pode variar.

O equilíbrio da água do corpo deve ser mantido e beber o máximo de água que for necessário. Se houver muito líquido no corpo, ele pode se acumular. Então os quilos não vão embora, mas, ao contrário, se acumulam.

Para o correto equilíbrio hídrico do corpo, é necessário beber um copo d’água pela manhã com o estômago vazio e antes de cada refeição, até mesmo um lanche. A quantidade de líquidos que você precisa beber também depende da temperatura ambiente e da atividade física da pessoa. Se você beber muita água durante o exercício, os músculos ficarão cansados ​​rapidamente e poderão aparecer cãibras. Portanto, durante o exercício na academia, você precisa beber em pequenos goles – 100-200 ml a cada 15-20 minutos.

A necessidade humana diária de fluido é de 40 g por quilograma de peso

A necessidade de água depende do peso, estilo de vida e atividade física.  Quanto mais intenso for o treino, mais fluido o corpo necessita.

A necessidade de água depende do peso, estilo de vida e atividade física. Quanto mais intenso for o treino, mais fluido o corpo necessita.

Mito 4. Existem alimentos com calorias negativas.

Não existem alimentos com calorias negativas, mas existem alimentos com baixas calorias. Devido às suas propriedades benéficas, aceleram o metabolismo do corpo. Você não pode perder peso se apenas comê-los. Você precisa escolher a dieta individual certa, o regime de bebida e a atividade física e, o mais importante, ganhar motivação.

Um dos produtos mais populares para perder peso é o abacaxi. Não possui teor calórico negativo, mas devido à sua composição acelera o metabolismo do organismo. Além da valiosa composição, a fruta possui sabor e aroma agradáveis.

O conteúdo calórico do abacaxi é de 48,5 kcal por 100 g e contém muitas vitaminas e microelementos. Por exemplo, vitaminas A, E, C, K, PP, vitaminas B, ferro, magnésio, potássio, zinco, selênio, iodo e outros. Contém ácidos orgânicos, antioxidantes, aminoácidos essenciais e fibra alimentar.

O abacaxi é especialmente apreciado pela enzima vegetal bromelaína em sua composição, que melhora a circulação sanguínea, ativa os processos digestivos no corpo humano. Portanto, a fruta é tão frequentemente usada em dietas. Se você comer 250-300 g de polpa todos os dias ou beber um copo de suco de abacaxi espremido na hora, o corpo receberá vitaminas e microelementos. Devido ao fato de que o metabolismo vai se acelerar, o peso vai diminuir.

É importante lembrar que a fruta também tem contra-indicações. A alta acidez da polpa é contra-indicada em pessoas com doenças do trato gastrointestinal. Uma fruta exótica pode causar alergias, principalmente em crianças e adolescentes.

Mito 5. Se você se move muito, não pode se limitar na comida.

As atividades esportivas melhoram o bem-estar e estabilizam o peso. Você não pode perder peso apenas com atividade física e não mudar sua dieta ao mesmo tempo. A academia deve ser sempre acompanhada de uma dieta alimentar.

O exercício regular normaliza a pressão arterial e os níveis de colesterol e acelera o metabolismo. É necessário começar a praticar esportes aos poucos para que o corpo se acostume ao estresse. Para obter bons resultados e perder peso, você precisa fazer exercícios regularmente – pelo menos 40 minutos, três vezes por semana. Certifique-se de monitorar sua dieta e regime de bebida.

Após o jantar, recomendo caminhar por 45 minutos, de preferência com bengalas, pois aumenta a carga em 30%.

Você precisa se exercitar regularmente – pelo menos 40 minutos três vezes por semana

Mito 6. Para perda de peso, é eficaz substituir parte das refeições por frutas

A fruta não substitui uma refeição. Se você não tem problemas gastrointestinais, frutas e bagas podem ser consumidas entre as refeições. Por exemplo, uma hora e meia a duas horas depois do almoço ou uma hora e meia a duas horas antes do almoço. Após um período de tempo, os alimentos que você ingere serão digeridos e o nível de acidez permanecerá alto. Assim, a fruta é digerida mais rapidamente sem sentir peso no estômago.

Ao fazer dieta, você não deve comer frutas que são ricas em carboidratos porque aumentam os níveis de açúcar no sangue. Essas frutas incluem figos, tâmaras, caquis, uvas, cerejas doces, bananas.

Um bom substituto seria frutas com índice glicêmico médio, ou melhor, com baixo índice glicêmico, como toranja, laranja, tangerina, maçã, pêra, cereja. Se você está acima do peso, é útil fazer jejum de frutas sem açúcar nos dias uma vez por semana.

Mito 7. Se alguém perdeu peso com esta dieta, também funcionará para mim.

Qualquer dieta deve ser adaptada individualmente. Ao prescrever uma dieta alimentar, avaliam-se a saúde geral do organismo, o estado do trato gastrointestinal, o estado nutricional do paciente, suas preferências alimentares, bem como um hemograma completo e a bioquímica sangüínea. Simplesmente não existe uma dieta padrão que funcione para todos e garanta resultados.